Mais Recentes:

J.J. Abrams fala sobre Luke Skywalker, Rey, a Estrela da Morte muito mais!

Quem acompanha o blog já deve saber que Star Wars: O Despertar da Força estampou as capas da atual edição da revista Entertainment Weekly. E nela podemos conferir algumas declarações do diretor J.J. Abrams, que falou dentre outras coisas, sobre a ausência de Luke Skywalkers (Mark Hamill) na divulgação do longa.

"Ninguém esqueceu dele. Esperamos que as pessoas se importem, mas existem mais coisas que ficaram de fora do pôster, por mais cheio que ele esteja. Certamente Luke será um aspecto muito importante na história", afirmou Abrams.


O diretor também falou sobre o misticismo em torno dos Jedis e sobre as histórias do passado, cujo as quais, Luke protagonizou a mais importante: "Foi a coisa que me pegou com mais força, essa ideia de fazer uma história 40 anos depois de O Retorno de Jedi, em uma geração onde Luke Skywalker, Han Solo e Leia seriam como lendas. Eles seriam tão antigos quanto um conto do Rei Arthur, alguém que você poderia ou não ter ouvido falar, e que você poderia acreditar que existiram, ou que são como fábulas", disse.


O diretor ainda falou sobre o impacto que as "fábulas" teriam sobre Rey (Daisy Ridley), já que a personagem cresceu abandonada no deserto de Jakku e precisou aprender a sobreviver sozinha. "Para alguém que vive sozinho e sem uma educação formal, quem sabe o que essa pessoa perdida no fim do mundo pode ter ouvido falar sobre essas coisas, ou conhecer e o quanto ela poderia inferir alguma coisa, ou juntas as peças. Então a ideia que alguém assim poderia começar a aprender que os Jedis são reais, e qua a Força existe, e que há uma grande força no universo que parece muito irreal, mas é possível, é algo incrivelmente intrigante", afirmou o diretor.


Abrams também comentou sobre Finn, afirmando que o caso do jovem trooper seria bem diferente, já que o mesmo "respirava o Império", e portanto tem outra ideia sobre Luke Skywalker. "Ele foi criado nas cinzas do Império, então contaram a ele sobre Luke Skywalker, ele conhece a história. Mas para ele é como fazer parte de um exército e então aprender sobre um dos grandes inimigos de seu país. E isso tem efeitos nele. Porém, em termos da Força, e das coisas mágicas ue acontecem, existem um momento em que Finn começa a se questionar sobre o que é cada coisa. O que é a Força? Que papel Luke tem nisso?", afirmou.


Em outro momento da entrevista Abrams confirmou que o cartaz do longa realmente traz uma imagem de uma nova Estrela da Morte. "Ela é chamada desta forma no filme, aparentemente é outra Estrela da Morte. Mas do que ela é capaz, como funcional e qual é a sua ameaça, é muito maior do que a Estrela da Morte poderia ser. A base Starkiller é outro passo para frente, tecnilogicamente falando, em termos de poder", explicou.


Star Wars: O Despertar da Força se passará 30 anos após os acontecimentos de "O Retorno de Jedi". Mark Hamill (Luke Skywalker), Carrie Fisher (Princesa Leia), Peter Mayhew (Chewbacca) e Harrison Ford (Han Solo) retornam à franquia para reprisar seus papéis. Entraram para a franquia John Boyega (Finn), Lupita Nyong'o (Maz Kanata), Oscar Isaac (Poe Dameron), Adam Driver (Kylo Ren), Max Von SydowDaisy Ridley (Rey), Gwendoline Christie (Captain Phasma), Andy Serkis (Supremo Líder Snoke), Domhnall Gleeson (General Hux), dentre outros. J.J Abrams (Além da Escuridão - Star Trek) dirige o longa que tem roteiro assinado por Lawrence Kasdan (O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi). O longa estréia dia 17 de dezembro!


Leia mais sobre Star Wars: O Despertar da Força
Share on Google Plus